segunda-feira, 13 de junho de 2011

POEMA PARA EVERI RUDINEI CARRARA


Poema para Everi Rudinei Carrara.

Ouvindo Peninha
e pensando em você.
Velhos tempos
que ainda são nossos.
Acumulamos dois mundos.
Esse mundo real hipócrita
e o nosso mundo de sonhos.
Surpreendentes e intensas emoções.
Lembranças apenas se consolidam,
nunca se transformam.
Tão longe e tão perto.
Eu e Peninha.
Você e Nara Leão.

Cecília Fidelli.

2 comentários:

Mara Montezuma Assaf disse...

Será que Everi está aniversariando e não contou nada para ninguem???
Bom, eu não sou poeta, mas sei falar com o coração , quando penso num amigo.E Everi, o meu avesso do avesso ideológico, é tão gente boa que soube me conquistar pelo respeito que tem ao que penso, às minhas "verdades" pessoais.Everi, vc é um amigão!Parabens, querido!beijos na sua Eva!
Mara

Reviragita Poesia disse...

Everi, meu amigo de longa data,
que muito admiro, que sempre me
estimulou - em todos os sentidos -
muita paz, muita poesia e muito
amor pela vida, sempre.
Beijos.
Ci.