sábado, 12 de janeiro de 2008

CORDEL PARA NARA LEÃO


Cordel para Nara Leão...
Gustavo Dourado


Nara Lofego Leão:
Em Vitória re.nasceu...
Ano 1942:
Janeiro, 19, se deu...
Cantora que ilumina:
A sua voz transcendeu...

Filha de Jairo e Altina:
Irmã de Danuza Leão...
Mudou cedo para o Rio:
Teve aulas de violão...
Com o Patrício Teixeira:
Musical educação...

A musa da Bossa Nova:
Morava em Copacabana...
Ela é grande cantora:
Como Elis, Dalva e Nana...
Chiquinha e Carmen Miranda:
Bethânia, Gal, Adriana...

Reunia em sua casa:
A elite musical...
Bôscoli e Carlos Lya:
Sérgio Mendes, Menescal...
Parceria com Vinícius:
Quintessência cultural...

Com Açúcar e com Afeto:
Nara sempre inspirou...
Cantarolou O Barquinho:
Com ela A Banda passou...
Chico Buarque no caminho:
Bom samba elaborou...
.
Comédia Pobre Menina Rica:
Estréia profissional...
Com Vinícius e Carlos Lyra:
Deu um salto musical...
Era 1963:
Antes do golpe fatal...

Depois do Golpe de 64:
Espetáculo Opinião...
Com João do Valle e Zé Keti:
Recebeu consagração...
Fez a crítica social:
Ao terror da repressão...:

Maria Bethânia com Carcará:
Soube bem interpretar...
Sucesso radiofônico:
Um canto de arrepiar...
Nara em processo de cura:
Seu canto foi transmutar...

Virou cantora de protesto:
Movimento estudantil...
UNE e CPC:
Efervescência febril...
Influenciou o Opinião:
Nara cantava a mais de mil...

Em 1966:
A Banda, no Festival...
Música Popular Brasileira:
TV Record, musical...
Cacá Diegues e Paris:
Tempo existencial...

Do casamento com Cacá:
Nasceu a filha Isabel
Depois veio Francisco:
Com nome de menestrel...
Dueto com Chico Buarque:
João e Maria no cordel...

Tropicália ou Panis et Circensis:
Tempo de Tropicalismo...
Psicologia na alma:
Vivia-se um grande sismo...
Guerrilhas e festivais:
Sacodem o Capitali$mo...

Extensa discografia:
Nara; Show Opinião...
Nara;Opinião de Nara:
Um Cantinho, Um Violão...
O Canto Livre; Cinco na Bossa
Vento de Maio, Nara Leão...

Nara Pede Passagem:
Ouvi Romance Popular...
Liberdade, Liberdade:
E Nasci Para Bailar...
E Que Tudo Mais Vá Pro Inferno:
Nara viveu para sambar...

Abraços e Beijinhos
e Carinhos Sem Ter Fim...
Meus Amigos São Um Barato:
Coisas do Mundo, enfim...
Manhã de Liberdade brilhou:
Para tu e para mim...

Canta Dez Anos Depois:
Brota o Meu Primeiro Amor...
Meus Sonhos Dourados fluem:
Garota de Ipanema é flor:
Nara é pura poesia:
Diz o Cristo Redentor...
.
Com Açúcar, Com Afeto:
Meu Samba Encabulado...
Nara Canta en Castellano:
Não perdia o rebolado...
My Foolish Heart, Nara:
Seu samba é cadenciado...

Ano 1989:
Nara Leão navegou...
Foi do Rio para o eterno:
A sua arte nos deixou...
Foi-se encontrar com Elis:
Vinícius no céu sambou...

Nara nos deixou saudade:
Sua arte enraizou...
Está na alma da gente:
Seu nome se eternizou...
Lá das plagas do Infinito:
Seu canto nos encantou...


Gustavo Dourado
www.gustavodourado.com.br

Um comentário:

Murilo disse...

legal, gostei, ótima história
a da nara leão, aliás,
dona nara .
parabéns ao autorpela criação.
abraço