quinta-feira, 20 de maio de 2010

EFIGENIA COUTINHO


ROSAS
Efigênia Coutinho


Em meio as Rosas abertas
Chega o amor descoberto,
E deixo o meu coração aberto
Às belas canções que me ofertas.

Nessa magia vou vivendo
Por lindas tardes vividas!
Aprendi a viver sonhando,
Os sonhos entre duas vidas.

Ao caminho pergunta a rosa:
Neste universo você já sentiu
Ou viu tanta beleza formosa,
Duma linda rosa que se abriu?

Deixa tua mente sonhar
Com nossa existência florida.
Deixando teus olhos divagar
Aos sonhos que dão guarida.

Maio 2010
New York


Efigênia Coutinho
Academia Virtual Sala de Poetas e Escritores
www.avspe.eti.br

7 comentários:

Pinhal Dias disse...

Com rosas e de coração aberto... a Efigénia Coutinho anda no caminho certo! Parabéns! Fraternalmente deixo o meu abraço, em nome de "Os Confrades da Poesia", do qual a Efigénia também abraça a Lusofonia... Pinhal Dias - Amora - Portugal

virgínia além mar vicamf disse...

que as rosas te inspirem constantemete Poetisa querida
pois em tua alma há perfume
perene, tens nas palavras um jardim. aos mais belos sonhos e percepções , avante mestramiga!
parabéns e muito obrigada ,
abraços

Zilda Santiago disse...

Apesar do meu trauma com rosas...rsrsrsr,o poema é belíssimo.Parabéns.Bj no coração.

LUCONI disse...

Rosas são rosas, e eu as amo, então li e reli teus versos, belos e puros como elas, beijos Luconi

Jairo de Salinas disse...

Poema agradável e sublime.
Beleza de espaço, Efigênia.
Um abraço!

Nadir disse...

Efi querida... rosas belas, perfumadas,
inspiram grandes poetisas, como você!
Lindo seu poema menina!
bjs meus ...Nadir

Liz emoções da deusa disse...

Oi amiga Efigênia e as rosas não falam mas são inspiração amor neste teu belo poema poesia concreta vida.Abraços e beijps afetuosos... Liz Luz...
21 de maio 2010 17:56